Jornal Sudoeste Paulista

Violência contra a mulher é tema de encontro em Águas de Santa Bárbara

A violência contra a mulher constantemente é tema nas mais diversas mídias, e dessa forma, no sábado, dia 29 de abril, o Núcleo de Apoio e Combate ao Abuso e Violência Doméstica participou do evento realizado pelo Centro de Referência da Assistência Social (Cras), da Estância Hidromineral de Águas de Santa Barbara.

O evento foi sediado na creche do Jardim Aeroporto, onde teve café da manhã e diversas atividades, além do encontro sobre a Prevenção da Violência contra a Mulher. O evento foi conduzido por Silvana Gonçalves – presidente do Cras local, e ainda participaram todos que participaram o presidente da Câmara, Irwing Bondar, o psicanalista Vanderlei Maurício da Silva e a Dra. Maria Cristina Chaddad – vice-reitora jurídica do Centro Universitário Sudoeste Paulista (UniFSP).

Na oportunidade, o psicanalista Vanderlei Maurício explanou sobre o tema, pois a atuação da psicologia é percebida como necessária nos casos de violência psicológica e na baixa autoestima da mulher que convive com a violência. No entanto, essa percepção parece isolada de uma atuação da saúde mental como política pública. Seria algo como uma ação necessária, mas desvinculada de uma intervenção mais ampla e/ou integral da saúde mental.

De acordo com Silvana Gonçalves – presidente do Cras de Águas, “apresentamos o Núcleo de Apoio e Combate ao Abuso e Violência Domésticos e nos colocamos a disposição para colaborar contra o abuso e violência doméstica local. Também contamos com o a nossa parceira oficial a UniFSP, Dra. Maria Cristina Chaddad, que alertou sobre o aumento e os tipos de violência que acontecem na nossa sociedade e o projeto de acolhimento para as agressões que o Centro Universitário desenvolve”, frisou.

A presidente e demais organizadores e participantes do encontro também agradeceram ao presidente da Câmara, Irwing Bondar, Lia Silva, Solange Frazão, Karla Peruffo e Irnani pela presença, fazendo da ocasião um encontro de grande importância para as mulheres santabarbarenses e também, de toda a região.

Fonte: Jornal Sudoeste Paulista