Região do DRS de Bauru regride para a fase laranja do Plano São Paulo

0
60

O governo de São Paulo atualizou a reclassificação do Plano São Paulo de flexibilização da economia nesta sexta-feira (15) e regrediu oito regiões para fases mais restritivas da proposta, para tentar conter o avanço do coronavírus. As mudanças passam a valer a partir de segunda-feira (18).

A região de Marília, que tinha sido colocada na fase laranja na semana anterior, passa a ficar na fase vermelha, a mais restritiva, na qual apenas serviços essenciais têm autorização para operar. O rebaixamento acontece porque a região está com mais de 83% dos leitos de UTI ocupados.

São José do Rio Preto, Araçatuba, Bauru, Piracicaba, Ribeirão Preto, Franca e Taubaté, que estavam na amarela, agora regridem à laranja, na qual permanecem Sorocaba, Registro e Presidente Prudente.

As demais regiões, incluindo a Grande São Paulo, seguem na fase amarela.

Embora as medidas valham obrigatoriamente com base na divisão do estado em 17 regiões, o governo recomendou nesta sexta que cidades que estão com altas taxas de ocupação de UTI adotem medidas mais restritivas, mesmo se estiverem oficialmente em uma região classificada em uma cor mais permissiva.

Nesta sexta, 43 municípios do estado registram ocupação acima de 80% nos leitos de UTI.

Veja como fica cada região

Vermelha – só operam serviços essenciais

Marília

Laranja – bares não abrem, e demais serviços funcionam com restrições de horários e capacidade

Araçatuba

Bauru

Franca

Piracicaba

Ribeirão Preto

São José do Rio Preto

Taubaté

Sorocaba

Registro

Presidente Prudente

Amarela – bares podem funcionar até 20h

Araraquara

Barretos

Baixada Santista

Campinas

Grande São Paulo

São João da Boa Vista

Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade