Banda Municipal de Fartura recebe novos instrumentos

0
185
Ângelo, Luiza, Rute, Tinho, Antônio, Nicolas, Maria, Mara e Márcia

A Banda Municipal “Atílio Cerri”, de Fartura, recebeu na manhã de quinta-feira, 10, novos instrumentos musicais, em substituição a alguns mais antigos, os quais pelo tempo de uso, segundo informações, não tinham mais condições de uso, o que dificultava muito a aprendizagem dos alunos, fazendo com que alguns até mesmo desistissem de aprender.

Na oportunidade, estiveram presentes o prefeito Tinho Bortotti; coordenadora da Cultura Ruth Rodrigues; Márcia Geremias, Ângelo Klaus; a regente da Banda, Maria José Mota Camargos; professora Luiza Alves; a responsável pelo Projeto Espaço Amigo, Mara Rosângela, além dos alunos Nicolas Carvalho e Antônio Augusto, os quais elogiaram muito a iniciativa. Tinho ressaltou a importância da banda e da música como preservação da cultura e também uma forma de proporcionar educação e lazer aos jovens.

Assim, seguindo Maria, com a ajuda do prefeito Tinho Bortotti e vereadores, foram adquiridos 22 dois instrumentos, avaliados por volta de R$ 32 mil, sendo duas flautas transversais, dois saxofones tenor, dois saxofones soprano, quatro clarinetes, quatro trompetes, dois trombones de pisto, dois bombardinos e quatro saxofones alto, os quais serão de grande importância para os novos alunos.

“Agradeço ao prefeito Tinho que me deu essa oportunidade, pois estar à frente da Banda Municipal, a qual eu tenho um amor desde a infância é muito prazeroso, pois passei 20 anos da minha vida na corporação. Hoje, a Banda conta com 15 alunos, os quais estão em processo de aprendizagem. Também agradeço os demais responsáveis pela compra dos instrumentos, pois fiquei muito feliz por essa conquista. Não há palavras que descrevam minha alegria de poder ter contribuído pelo menos um pouquinho que seja para a reativação daquilo que, pra mim, é um das minhas maiores paixões, que é a música e a Banda Municipal”, disse Maria.

Alguns dos novos instrumentos da Banda Municipal

NOVA SEDE

Sobre a sede antiga da banda musical, que esteve localizada durante muitos anos ao lado do Ginásio Municipal de Esportes, Maria disse que o prédio já apresentava vários problemas, como o telhado, além de não oferecer segurança aos alunos, assim, houve a necessidade de transferir a banda daquele local.  “Foi então que surgiu a oportunidade de recomeçar em uma sala no Projeto Espaço Amigo, onde havia também várias crianças que se interessaram em frequentar a banda, por isso, agradeço também a Mara Rosângela por oferecer às crianças um lugar adequado, mais arejado, maior e com condições de uso. Ressalvo ainda que a banda estava desativada e não havia mais músicos antigos, agora, todos os integrantes da banda são novos”, concluiu Maria.

Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade