Motorista do ônibus afirma que houve falha nos freios

Delegada Dra. Camila (Foto Cristiano Martins)

O condutor do ônibus, que se envolveu no acidente com o caminhão bitrem e deixou 41 mortos, na manhã do dia 25, afirmou que não conseguiu frear atrás de um outro veículo, que estava com a velocidade reduzida a sua frente e, por isso teria invadido a faixa contrária e colidido contra o caminhão. Ele teria passado por atendimento na Santa Casa de Misericórdia de Avaré após a colisão e liberado.

A informação foi divulgada por Dra. Camila Rosa Alves, delegada de Taquarituba, que acumula a Delegacia de Taguaí. Ela participou de uma coletiva de imprensa na manhã de quinta-feira (26), em Avaré. A delegada afirmou que o depoimento foi informal e, que ele deve ser convocado para uma oitiva oficial nos próximos dias. Ela contou ainda que estão sendo feitas perícias no sistema de freios do ônibus, visando confirmar ou não a versão do motorista.

Segundo ela, existe também uma testemunha, que passa bem e que deve ser ouvida. Quanto ao fato da empresa de ônibus, Star Viagens e Turismo, estar irregular perante os órgãos reguladores de transporte, ela disse que não pode afirmar estes fatos, já que a investigação ainda está em andamento. Os proprietários da empresa de ônibus também serão ouvidos e todos os fatos apurados para conclusão do inquérito. “Deverão ser responsabilizados criminalmente e administrativamente os culpados”, garante ela.

Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade