Fiéis da região ficam chocados com escândalos envolvendo Padre Robson

Padre Robson (Foto Perfil Oficial Facebook)

Por Fabiana Rizzo

Os escândalos envolvendo o conhecido Padre Robson, da paróquia de Trindade (GO) e transações milionárias através da associação filantrópica Associação dos Filhos do Pai Eterno (Afipe) chocou os fiéis da região Sudoeste Paulista. Milhares acompanhavam as celebrações e orações do religioso pela Rede Vida e pelos canais digitais do pároco de 46 anos de idade.

Muitos seguidores contaram que programavam em seus orçamentos mensais, certa quantia financeira para as obras anunciadas pelo Padre na televisão, como a construção de uma igreja para os fiéis do Divino Pai Eterno. Além de ser acusado de comprar mais de 100 propriedades em nome da Associação, ainda segundo denúncia do Ministério Público de Goiás, o pároco foi alvo de extorsões de hacker com quem teve romance e chegou a passar R$ 2,9 milhões da Basílica do Divino Pai Eterno ao criminoso. Com isso, teve início à investigação sobre desvio do dinheiro de doações.

Continua depois da Publicidade

Padre Robson, alega, em sua defesa, que foi vítima de extorsões, porém denunciou e ambos os criminosos acabaram presos pela Polícia. As investigações do Ministério Público apuraram que Padre Robson gastou R$ 367 milhões e adquiriu 106 propriedades. “Não dá para acreditar nisso tudo, espero que o Padre prove sua inocência, mas só depois que isso acontecer, irei voltar a enviar doações, por enquanto estão suspensas”, enfatizou a dona de casa Maria das Dores da Silva. Ela e uma amiga, de Sarutaiá, enviam doações mensais há inúmeros anos. Os escândalos denunciados teriam tido início ainda em 2010.

Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade