Pai é aquele que cuida, protege, ensina, ama. É a referência de princípios e valores.


O sacerdote recebe no dia de sua ordenação a graça da fecundidade espiritual, tornando-se o pai espiritual de uma comunidade.


Essa paternidade é sagrada e abundante em graças e bençãos, pois é proveniente do Céu.


A paternidade é doação, onde o padre a todo instante doando-se e dando-se aos seus filhos, supri suas necessidades espirituais.
É o pai espiritual que dá aos filhos o alimento mais precioso e sagrado: a eucaristia. E também doa-se nos sacramentos, para dar aos seu rebanho o consolo, força e vigor necessário para a alma.


Também como pai espiritual, o sacerdote tem o papel formador, onde educa seus filhos na fé e doutrina cristã, com seus ensinamentos, homilias e principalmente com seu testemunho de vida.


Como pai, o sacerdote protege e cuida de seus filhos, diariamente travando uma grande luta espiritual com o demônio, rezando e falando a verdade do Evangelho, com amor e caridade, pois se preocupa com a salvação de seus filhos.Esses são meus sentimentos para com meu povo, o rebanho que o Senhor confiou aos meus cuidados. E grande parte deste rebanho, desde crianças até idosos não se referem a mim como padre, mas sim como pai

Tenho pelos meus filhos e filhas um grande amor paternal, me preocupo com a salvação de cada um, especialmente nestes tempos de pandemia e isolamento social, pois sei que foi Deus quem os confiou a mim. E o que mais desejo é salvar cada alma para Deus, afinal essa é a missão do padre: levar as pessoas a Jesus.Por Monsenhor Edmilson José Zanin 

Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade