Moradora tem auxílio emergencial levado da conta bancária

Foto Divulgação

Uma moradora de Fartura denunciou ao Jornal Sudoeste Paulista que teve o valor do auxílio emergencial furtado de sua conta bancária. Segundo contou, na data especifica do pagamento foi até a agência para fazer o saque, porém assim que a agência abriu, descobriu que havia apenas 0,25 centavos em seu nome para retirada.

Ela contou que funcionários da Caixa Econômica Federal (CEF) de Fartura tomariam todas as providências e assinou uma contestação de movimentação. “A funcionária da Caixa ficou de investigar pelos sistemas de segurança e entrar em contato comigo depois de alguns dias”, contou ela.

Segundo denúncias divulgadas por inúmeros órgãos de imprensa de todo o país, criminosos têm se utilizado do intervalo de tempo entre o depósito do auxílio emergencial e a data em que o saque do dinheiro é liberado para roubar os valores parados nas contas virtuais. A denúncia tem sido feita por diversos beneficiários nas redes sociais, que alegam que os golpistas conseguem movimentar o recurso trocando o e-mail e o telefone cadastrados pelo usuário.

A moradora de Fartura teme não conseguir receber também a próxima parcela do benefício, que pode ser movimentada antes pelos criminosos. “Não existe nenhuma arquitetura de segurança digital e tenho medo então que quando a nova parcela cair, pode ser que eu não consiga entrar na conta”, enfatiza a farturense.

Tem direito ao auxílio: trabalhadores informais, autônomos, microempreendedores individuais (MEIs) e inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) que não recebem o Bolsa Família.

A Polícia Federal informou que está atuando na prevenção de crimes relativos ao auxílio emergencial, em diversas frentes e em coordenação com outros órgãos. No entanto, perguntada sobre esse golpe específico, afirmou que “não se manifesta sobre eventuais investigações em andamento e nem sobre a existência ou não de investigações”.

Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade