Covid-19 mata 15.996 moradores do Estado; mortes superam população de Fartura

Fartura até hoje lamenta a morte de um morador pela covid-19

Os dados são tristes e alarmantes em todos os cantos do mundo, porém o massacre causado pelo novo coronavírus está cada vez mais próximo de nós. Ontem (04 de junho) o Estado de São Paulo registrou 15.996 mortes desde o início da pandemia. Em números, é como se cada morador de Fartura desaparecesse, já que o município soma pouco mais que a quantidade de habitantes no município, que possui 15.960 moradores, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Não dá para imaginar viver sem nossos amores, pais, filhos, irmãos ou aqueles amigos diários da venda da esquina. E é com essa dor que esses milhares de paulistas têm que conviver diariamente, ao se deparar com a triste realidade do vazio, deixado unicamente pelo nome “covid-19”. Perder um morador para a doença logo no início da pandemia no Estado, já levou lamentação e sofrimento aos demais habitantes de Fartura. Era um pai de família, um irmão, um marido, um amigo. Até hoje esse número gera traumas diários aos familiares que estão vivos e precisam aceitar essa triste realidade. Imaginem o que seria 15.960 pessoas tiradas de suas histórias por um vírus?

Inumeráveis é consolo para familiares que contam histórias ao invés de números

O site https://inumeraveis.com.br/ foi criado pelo artista Edson Pavoni, e conta com o apoio de um grupo de jornalistas. A meta é enquanto a escalada pandêmica cresce exponencialmente, no Brasil, retratar o que há por trás de toda essa crise, que são vidas. “Números não penetram o coração como histórias. Não há quem goste de ser número. Gente merece existir em prosa”, diz Pavoni. O espaço digital, no futuro, pode também ganhar seu local físico, como mais uma forma de eternizar as pessoas que perderam suas vidas para o vírus mais avassalador do mundo. Para o familiar que perdeu alguém para a covid-19, o próprio site dá a opção de que essas histórias sejam relatadas. O conteúdo, antes de ser publicado, é verificado por jornalistas para atestar a veracidade e não ter duplicidades de vítimas. Muito antes de números, pessoas que perderam a batalha contra a covid-19 são histórias, sorrisos e agora luto. É a essência desse raciocínio que tem movido a construção do memorial ‘Inumeráveis’, dedicado às milhares de vítimas da doença no Brasil. O núcleo disponibilizou para contato o e-mail: projetoinumeraveisse@gmail.com ou mensagem para o número: (79) 9117-2933.

Mais de 300 mortes apenas no Estado de São Paulo em 24 horas

 Apenas nas últimas 24 horas o estado de São Paulo registrou 302 mortes pelo novo coronavírus, segundo o boletim divulgado ontem (04) pela Secretaria Estadual de Saúde. Dados chamam a atenção para a faixa etária da maioria das mortes, já que 74,4% é de pessoas com 60 anos de idade ou mais.

Continua depois da Publicidade

O número de internações também choca. Somente no Estado de São Paulo são 13,8 mil pacientes recebendo tratamento para combater a covid-19. Mais que a população de Taguaí que em 2015 somava 12.586 moradores. Como se todos estivessem numa ala de hospital.

Deste total 5,6 mil estão em unidades de terapia intensiva (UTI). Quase que uma população inteira de Riversul, que possui 5.941 habitantes, segundo o Wikipédia. Todos recebendo atendimento 24 horas das equipes médicas e lutando pela vida. De encontro a tudo isso, as estatísticas apontam para dados que nos fazem ter esperança, pois somente no Estado de São Paulo, cerca de 47 mil pacientes já foram infectados pelo Sars-Cov-2 e conseguiram escapar: sãos e salvos. Porém todos fazem parte da estatística. Quase que uma comunidade como a de Santa Cruz do Rio Pardo que comporta 46.633 moradores. Cada um com sua história, desejos e sonhos que ainda podem ser realizados.

Matéria do Sudoeste Paulista em março destacava o cenário caótico causado pela doença

No Estado até o momento, foram confirmados 321,5 mil casos de covid-19, espalhados por 626 dos 645 municípios paulistas. A população paulista é de 44,04 milhões de habitantes. No início da pandemia o Jornal Sudoeste Paulista elaborou uma matéria: https://jornalsudoestepaulista.com.br/2020/03/14/10-da-populacao-do-estado-pode-ser-contaminada-pelo-coronavirus-nos-proximos-meses/, no dia 14 de março de 2020. A base era de uma infecção gigantesca no Estado, que poderia afetar 10% dos moradores do território, que em sua totalidade é de 44,04 milhões de habitantes. De lá para cá muita coisa aconteceu e o que não mudou é a esperança de que essa pandemia vá embora sem deixar mais vítimas. Decretos e imposições do Governo do Estado podem ter colaborado para que a lista não seja tão imensa, porém ainda não sabemos como sairemos dessa quarentena.

A esperança é a vacina, que deve ser produzida em tempo recorde

A produção de vacinas segue quebrando recordes e até o final do ano deve ser realidade as novas aplicações contra a covid-19. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a empresa chinesa Sinovac Biotech a realizar testes para a nova vacina contra o novo coronavírus. O teste da vacina deve ser feito em 9 mil pessoas, nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná, além do Distrito Federal. Este é o segundo teste de vacina contra covid-19 realizado no Brasil. O primeiro, desenvolvido pela universidade de Oxford, no Reino Unido, tem sido realizado em parceria com a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), com participação do grupo farmacêutico Astrazeneca. Essa vacina já se encontra em estágio mais avançado de testes e há possibilidade de ser distribuída à população ainda este ano.

Números pelo mundo

Se os números do Estado de São Paulo assustam, imagina do Brasil e do mundo? No país todo são 1.578.376 milhão casos confirmados, enquanto que os recuperados somam 978.615 mil para 64.365 mortes. Já no mundo são 11.187.193 milhões, 6.030.374 milhões de recuperados e 528.364 mil pessoas que perderam a vida devido ao novo coronavírus.

Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade