Em meio à crise, vereadores de Barão aprovam aumento de salários

0
24
Fachada da Câmara Municipal de Barão de Antonina

Em plena crise vivenciada pelo novo coronavirus, onde empresas estão dispensando funcionários, outras fechando suas portas, outras lutando para sobreviver, durante Sessão Ordinária realizada no dia 20/05, na Câmara Municipal de Barão de Antonina, foi votado o projeto do Poder Legislativo que versa sobre a fixação do subsídio de salário de vereadores, secretários, vice-prefeito e prefeito, sendo um aumento de 10%.

Somente o vereador Kayo Bueno votou contra o PL

PUBLICIDADE

[slide-anything id=’14164′]

Dos 9 vereadores que compõem o Legislativo baraoantonineense somente o vereador Kayo Bueno votou contra o PL. Indignado ele comentou que: “devido tudo o que estamos passando e enfrentando com essa pandemia do novo coronavirus, sem falar que a receita do estado caiu R$ 100 mil no mês de abril referente ao mês de abril do ano passado e pode cair ainda mais, não sabemos o que poderá acontecer, em meio tudo isso eu votei contra esse projeto”.

“Quem é próximo a minha pessoa e me conhece sabe que desde o início que entrei no mandato eu disse que não votaria para aumentar salário de ninguém, em qualquer cargo de valores altos durante os 4 anos que ficarei, e apenas cumprir minha palavra e minha opinião, ainda mais nesse momento difícil que estamos passando, todos sabem que minha mãe tem comércio na cidade há quase 20 anos, estamos fechado há 2 meses vendendo mercadorias em casa a preço de custo para entrar dinheiro para pagar boletos atrasados, nome até no Serasa, gente perdendo empregos, as fábricas lutando para trabalhar, eu jamais votaria a favor disso. Não venha falar que eu sabia que todos votaria a favor e eu contra e mesmo assim seria aprovado”, contou ele.

Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade