CyberGaeco consegue tirar do YouTube vídeos que questionavam existência da pandemia

0
44

Publicações foram feitas por envolvido em protesto contra ministro do STF

Após intervenção do CyberGaeco, braço do MPSP para o combate a crimes digitais por meio de técnicas e ferramentas próprias do espaço virtual, vídeos hospedados na plataforma Youtube que difundiam a falsa informação segundo a qual a pandemia da covid-19 inexiste. Os vídeos também atacavam as medidas de contenção decretadas pelas autoridades sanitárias, como o isolamento social, para conter a propagação do coronavírus.

PUBLICIDADE

[slide-anything id=’14809′]


O autor das publicações na plataforma, que pertence ao Google, é Antônio Carlos Bronzeri, envolvido em diverso episódios recentes como a organização de um protesto contra o ministro Alexandre de Moraes, do STF, na frente da casa do magistrado em São Paulo.

Fonte Núcleo de Comunicação Social

Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade