Retomada das atividades no Estado prevê divisão em zonas de risco

O Governador do Estado de São Paulo João Doria durante entrevista coletiva de imprensa sobre o Coronavírus.Foto: Governo do Estado de São Paulo/SP

Através de coletiva realizada agora a pouco, o governador do Estado de São Paulo, João Doria, anunciou o plano de reabertura da economia após a quarentena. O “Plano São Paulo” prevê que as autorizações para o funcionamento do comércio vão depender da situação específica de cada cidade ou região do estado. Desta forma, seriam definidas zonas de risco.

Segundo Doria, a flexibilização do isolamento social será realizada em etapas, com autorizações específicas para cada região do estado, determinadas pelo avanço da doença. Doria declarou que o Governo, respaldado pela ciência e saúde, levará em consideração situações locais e regionais para identificar e autorizar setores que possam retornar a economia com as devidas medidas de proteção.

PUBLICIDADE

Slide Anything shortcode error: A valid ID has not been provided

O governador deverá dar todos os detalhes da retomada das atividades no dia 08 de maio, dois dias antes do encerramento da quarentena no estado. Patrícia Ellen, secretária do Desenvolvimento Econômico, falou que serão monitorados os leitos disponíveis nos hospitais por cada região, diariamente, para saber como as medidas restritivas serão afrouxadas.

Continua depois da Publicidade

“Teremos três níveis de risco: zona vermelha, zona amarela e zona verde. Lembrando que hoje nós temos todas as regiões entre a vermelha e a amarela. Para estar na zona verde, precisamos alcançar um baixo número de casos, baixa ocupação de leitos de UTI, testes disponíveis para sintomáticos e suspeitos, e protocolos setoriais implementados”, enfatizou ela. A quarentena teve início no dia 24 de março nos 645 municípios do estado. Até as 17h desta terça-feira (21), São Paulo registrava 1.037 mortes pelo novo coronavírus e mais de 14 mil casos confirmados.

Continua depois da Publicidade