Chefe da Secom recebe dinheiro de emissoras contratadas pelo governo, diz jornal

Fabio Wajngarten, chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (SECOM), recebeu, através de uma empresa da qual é sócio, dinheiro de emissoras de TV e agências de publicidade que têm contrato com o governo de Jair Bolsonaro. Entre elas estão a Band e a Record. As informações são da Folha de S. Paulo.

LEIA TAMBÉM

Morte em silo | Mãe diz que filho tinha medo do trabalho: ‘Falei para procurar outro serviço’

Segundo a legislação vigente, é proibido que integrantes da cúpula do governo mantenham negócios com pessoas físicas ou jurídicas que influenciem suas decisões, configurando conflito de interesses e até improbidade administrativa. Entre as penalidades está a demissão do agente público envolvido.

Continua depois da Publicidade

A FW Comunicação e Marketing oferece ao mercado estudos de mídia e verifica se peças publicitárias contratadas foram veiculadas. Segundo dados da Receita e da Junta Comercial de São Paulo, Fabio é dono de 95% de cotas da empresa e tem sua mãe como sócia. Em nota, o chefe da Secom disse que antes de tomar posse para assumir sua função deixou o posto de administrador da empresa. Fabio também afirmou que não há nenhum conflito de interesses em manter negócios com empresas que órgãos do governo tem contrato.

Fonte: ISTOÉ

Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade
Continua depois da Publicidade