Sudoeste Paulista
Participantes do projeto que ofereceu curso de alemão têm formatura em Capão Bonito


Capão Bonito
Participantes do projeto que ofereceu curso de alemão têm formatura em Capão Bonito
Colaborou: Wagner A. Santos - Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Capão Bonito
12/07/2018 • 14:27:27
Atualizada:
12/07/2018 • 14:30:02

No dia 28 de junho aconteceu a formatura dos adolescentes que concluíram o Curso de Alemão, que é uma importante oficina promovida pela Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, por meio da Casa do Adolescente “Mateus Akira Okamoto” e Projuventude.

No curso, os adolescentes aprenderam palavras de saudações e cumprimentos, números, verbos, tradução de texto, comunicação e regras, e agora estão aptos à seguirem aprendendo a língua alemã em outros níveis.

A avaliação foi muito positiva dos próprios jovens.

De acordo com o professor do curso, Cleverton Novaes de Oliveira (Belo), essa é uma oportunidade de conhecer um novo idioma, além de fortalecer as chances no mercado de trabalho.

Estudar o alemão e as vantagens competitivas de quem domina este idioma

Vivemos numa comunidade global onde a habilidade em falar mais de um idioma oferece mais do que apenas "poder se comunicar no idioma quando se viaja por um país estrangeiro".

O mundo dos negócios tem se expandido cada vez mais pelo planeta. A concorrência por uma educação de qualidade e melhores empregos também vem crescendo ao longo das décadas.

A língua alemã ocupa uma posição paradoxal em nossa sociedade. Às vezes, ela é o alvo de grande admiração, por ter sido instrumento de uma vasta produção cultural e filosófica, porém outras vezes sofre de uma imagem bastante medíocre devido aos diversos preconceitos que a envolvem. Mas basta pisar em território alemão para se dar conta desta injustiça. A ingênua ideia de que o alemão é "o parente pobre das línguas estrangeiras" é completamente extinta quando se passa a tomar conhecimento não só da própria língua em si, mas também de todo o espaço geográfico que a engloba.

Pessoas bilíngues têm maiores oportunidades de emprego. As grandes empresas que têm operações tanto no Brasil quanto na Alemanha - ou em outros países onde o alemão é falado - precisam de funcionários bilíngues para conduzir seus negócios e obter bons resultados. “Mas não são apenas as grandes empresas que valorizam aqueles que falam um ou mais idiomas estrangeiros. Pequenas empresas que fazem negócios com empresas alemãs podem precisar de alguém falando alemão em seu quadro de funcionários”, destaca o prof. Cleverton Novaes.

Os profissionais que falam o alemão têm grandes vantagens no mercado de trabalho. Desde marketing até suporte ao cliente, falar alemão pode significar estar diante de novas oportunidades comerciais, ou aumentar o número de vendas e fidelizar clientes de grande valor. Para as empresas que já têm relações comerciais com empresas alemãs, é uma ótima oportunidade para estreitar suas relações. Profissionais que falam o alemão também têm maior facilidade para entender a cultura, a política e as práticas comerciais dos países onde ele é falado, fazendo com que adquiram maior autoconfiança na hora de negociar com seus parceiros.

O alemão é a língua materna de mais países na Europa do que o inglês, o francês, o espanhol ou o italiano. Depois do inglês, o alemão é a língua mais importante em todo o mundo para estabelecer negócios, para as atividades ligadas ao turismo, e para a diplomacia. É a língua comercial mais importante da Comunidade Europeia. Na Europa Central e no Leste Europeu, o alemão é a língua estrangeira mais relevante, sendo assim uma importante ponte para as economias emergentes destas regiões (é de se mencionar que o alemão tem um papel significativo em mercados em desenvolvimento em determinadas regiões da Polônia, Hungria, Romênia, Rússia, Ucrânia e República Tcheca, por exemplo). Em todo o mundo, existem cerca de 289 milhões de pessoas que têm o alemão como língua materna. Só no Brasil são um milhão de pessoas falando alemão. E aproximadamente de 15 a 18 milhões aprendem alemão como língua estrangeira.

Falar alemão também ajuda a ampliar conhecimentos em diversos campos da pesquisa científica. O alemão é, na Europa, o idioma mais importante para estudos na área da biologia, química, farmácia, engenharia elétrica e eletrônica, engenharia mecânica, indústria automobilística, etc. E uma grande prova disso é a quantidade de cientistas alemães que já receberam um prêmio Nobel até o presente, o que lhes confere uma posição de destaque na comunidade científica: são 30 de química, 25 de medicina, e 21 de física, por exemplo.

Os altos investimentos em países estrangeiros e o número de joint ventures entre empresas alemãs, austríacas e suíças e empresas de outros países são uma prova da importância do alemão no universo do comércio. Os falantes do alemão compõem o maior grupo de parceiros comerciais em potencial na União Europeia, formando cerca de um terço de sua população. No caso específico do Brasil, vale lembrar que São Paulo é a maior cidade industrial alemã que existe. Mas como isso é possível? Existem cerca de 1000 empresas alemãs estabelecidas em São Paulo, que empregam cerca de 350.000 pessoas. Em todo mundo, não existe nenhuma cidade com uma concentração maior de indústrias e empresas alemãs, nem mesmo dentro da própria Alemanha.

As vantagens de um profissional bilíngue para uma empresa voltada para a exportação são óbvias. Qualquer empresa de olho nos mercados emergentes da Europa quer investir no bilinguismo de seus colaboradores. E o alemão é a língua do maior grupo de potenciais compradores de produtos e serviços. Aliás, o conhecimento de línguas estrangeiras é altamente valorizado pelos alemães. Ser capaz de falar a sua língua pode ter uma grande influência no sucesso dos negócios. Embora 50% dos alemães sejam capazes de se fazer entender em alguma língua estrangeira, quando se trata de vender mercadorias e serviços, muitos se sentem perdidos. De fato, todo freguês espera que o produto que ele quer comprar seja apresentado no seu idioma. Há um provérbio dinamarquês que diz: "Tyskerne sælger på engelsk, men de køber på tysk" (Os alemães vendem em inglês, mas também compram em alemão).














Veja também ...

Aniversário da Lei Maria da Penha é lembrado em Itapeva

A Lei Maria da Penha, que penaliza criminalmente casos de violência contra as mulheres, completou 12 anos ...

Ana Flávia Tuchinski é eleita Miss Itararé Be Emotion 2018

Com um sorriso encantador e traços angelicais, Ana Flávia Tuchinski Schroder foi eleita, sá...

Inaugurada em Itaí a ampliação da subestação de energia da CPFL Santa Cruz

Na manhã desta quinta-feira, 09 de Agosto, o prefeito de Itaí Thiago Michelin juntamente com o pre...

Itararé terá verbas para pavimentação de 5 bairros e reforma do Teatro Municipal

Em uma ação inédita, o prefeito de Itararé (SP), Heliton do Valle, assinou na manh&a...

Aplicativo para aquisição de combustível traz economia para o município, diz Prefeitura de Itapeva

Fazer mais com menos. A forma de abastecimento dos veículos oficiais foi totalmente readequada para melho...

Prefeitura de Avaré pretende limpar a cidade com a operação 'Limpa Bairro'

Entre os dias 20 e 25, a Prefeitura de Avaré, através das Secretarias de Serviços e de Meio...

Obras de modernização da Raposo Tavares, entre Itapetininga e Itaí, devem começar nas próximas semanas

Foi publicado na terça-feira, 31 de julho, no Diário Oficial do Estado, os contratos das empresas ...

Itaberá assina contrato para construção de Complexo Esportivo 

O prefeito do município de Itaberá, Alex Rogério Camargo de Lacerda, esteve reunido na quar...

UNIVESP - A Universalização do Ensino Superior de qualidade em Capão Bonito

Uma universidade pública exclusivamente voltada para a Educação a Distância (EAD): es...

Onda de furtos preocupa população farturense

Fartura tem passado nos últimos dias por uma onda de furtos tanto em veículos como em residê...

Sudoeste Paulista
Sudoeste Paulista    •    Nossa Missão é Integrar a Região    •    Todos os Direitos Reservados